• logo.png

Uma igreja Apaixonante!

“E aqueles que creram foram batizados (...) e uniram-se aos outros crentes na frenquência regular às reuniões de Ensino dos apóstolos, de Comunhão (nas casas) e nas reuniões de Oração. Em todos ele havia um profundo respeito, e os apóstolos faziam muitos milagres.” Atos 2.41-43 Bíblia Viva

ARTE 111ANOSb

Muito se tem falado hoje sobre o crescimento e a expansão da igreja, muitos tem associado o crescimento com o poderio midiático da igreja ou com a sua capacidade de ajuntar pessoas. Mas o crescimento da Igreja, bem como a expansão do Reino, passa longe disso tudo.

Em primeiro lugar passa pela UNIÃO. Como igreja o povo de Deus precisa ser e estar unido, não pode haver entre nós divisões, sub-reinos, como muitas vezes vemos em nossas igrejas, que as leva a definharem até a morte. Não é possível ser igreja se o povo não é unido e não tem um objetivo comum, antes disso vive-se uma constante guerra de líderes e de departamentos, onde essa ou aquela pessoa quer brilhar como centro.

Em segundo lugar a igreja precisa ter como estilo de vida a COMUNHÃO. Comunhão quer dizer vida comum, ter os outros como semelhante, mesmo sendo tão diferentes. É a idéia de “casa em casa”, vida na vida, enfim discipulado.

E por fim, pra ser igreja esse povo precisa de RESPEITO. Se respeitar mutuamente, respeitar a própria família da fé e a sua liderança, do pastor ao coordenador. E como temos pecado nisso, quantas vezes os pastores são tratados como uma mercadoria da china, como algo dispensável ou descartável, presbíteros que não respeitam os pastores e vice e versa, concílios que não respeitam os seus pares e nem os superiores, quantas decisões dos concílios são desrespeitadas por certos “líderes” que acham que a Igreja é o seu reino pessoal.

Sonhamos com uma igreja apaixonante, sem donos e sem guetos, mas que vive unida, em comunhão e se respeitando!

Rev. Erivan Jr