• logo.png

Ore por você e ore pelos outros!

PREGADORDurante esses 14 dias de Jejum e Oração as reflexões diárias tem me feito pensar em muitas coisas que estão acontecendo a nossa volta. E de forma muito especial quando o devocionário nos convida a orar por nós e pelos outros.

A primeira sensação é o incomodo de orar por “nós”, de orar para ser o que Deus quer que eu seja e muitas vezes eu estou longe disso. Não é fácil orar para ser um pai, um marido, um irmão, um amigo ou um líder segundo o coração de Deus, pois isso nos distancia cada vez mais dos nossos planos e ações pessoais, nos levando para junto do coração de Deus.

O orar pelos outros me tem feito pensar em que tipo de cristãos nós somos. Como estamos preocupados apenas com o nosso umbigo, com as nossas atividades, com as nossas vontades pessoais, com as futilidades e coisas pequenas da vida. Esquecemos da real situação do cristianismo lá fora, de como as pessoas estão sendo assassinadas em nome da fé que confessamos e muitas vezes reduzimos a um serviço religioso.

Quando fico vendo relatos de cristãos sendo executados por abandonarem a fé em Alah e abraçarem a fé em Jesus, eu fico pensando que muitos dos nossos se estivesse ali estariam preocupados com o laranja da roupa dos condenados ao invés do que verdadeiramente significa cada martírio daqueles.

Como é frustrante ver cristãos tristes e chateados com coisas tão pequenas, brigando por posição, criticando sua comunidade de fé por não estar de acordo com aquilo que acredita ser bom, e pior ainda ver cristãos tecendo comentários e desestimulando outros cristãos a seguir na caminhada cristã.

Que Deus nos ajude a ser uma família Inabalável, e olhar pra nós e nos amoldarmos aos propósitos de Deus e a olhar pros outros, e aprender com eles o sentido de desapego a própria vida por amor ao evangelho.

Rev. Erivan Júnior

s