• alogo.png
  • contatos.jpg
  • dlogo.png
  • horarios2.jpg

Maio Chegou! E a família?

“Eu vi que o povo estava preocupado e por isso disse a eles, e às suas autoridades, e aos seus oficiais: - Não tenham medo dos nossos inimigos. Lembrem como Deus, o Senhor, é grande e terrível e lutem pelos seus patrícios, pelos seus filhos, suas esposas e seus lares.” Neemias 4.14

Mais um mês de maio chegou e cada vez mais ouvimos histórias de crises familiares. São ataques de todos os lados. Sentimentos são tentados, dificuldades financeiras dominam o coração e apagam as belezas da vida familiar, o trabalho e a busca desenfreada pelo “ter mais” empurram os cônjuges para longas jornadas de trabalho e o stresse e cançasso minam a vida da família.

familiaDiante desse triste retrato, Deus nos traz a mensagem de Neemias. E mais do que qualquer outra coisa, nos convida para guerra, isso mesmo, para a guerra.

Guerra é o que estamos vivendo no mundo físico, mas principalmente, no mundo espiritual. Eu acredito que o que está acontecendo no mundo é um reflexo do que está sendo travado no mundo espiritual. E nós como estamos nessa batalha?

A primeira coisa que precisamos fazer é trazer a memória o Deus que nós cremos, muitas vezes deixamos que situações da vida, sentimentos e problemas pessoais nos afastem de Deus, nos faça esmorecer na presença dEle. E numa guerra, quando um exército não confia em seu comandante, a derrota é certa.

A segunda paravra de ordem de Neemias é lutar. A nossa família precisa ser protegida por nós, e nós temos que lutar por isso. E como fazemos isso? A primeira parte da instrução de Neemias já nos dá uma pista. Precisamos nos aproximar de Deus, e levar a nossa família junto. Como temos conduzido nossa família ao altar?

É triste ver famílias que ao invés de servir a Deus juntos se dividem, cada um faz o que dá na cabeça, os pais não se preocupam em educar os filhos. Muitas vezes os pais mergulham em seus próprios problemas e esquecem de que são eles que precisam lutar pelos filhos, esposas não lutam pelos maridos e vice-versa. As famílias aos poucos excluem Deus da vida, e abandonam o serviço dele com naturalidade permitindo que as crianças, adolescentes e jovens comecem a achar que servir a Deus junto com o povo de Deus é algo desnecessário.

É tempo de lutar, não podemos nos acovardar!