• logo.png

Precisamos Crescer!

arvore fev2s“Precisamos crescer”. Esta deve ser a nossa perspectiva e o nosso interesse como cristãos. Quem de nós nunca sentiu esta necessidade ou nunca tomou uma atitude neste sentido? Quem poderia afirmar hoje que atingiu satisfatoriamente o conhecimento, a maturidade e a sabedoria para lidar com todas as situações e adversidades da vida? Aliás, vários são os textos bíblicos que indicam a nossa necessidade de crescimento, assim como são várias as circunstâncias que se apresentam diante de nós que mostram esta direção. Destaco algumas destas circunstâncias relacionadas aos textos bíblicos:

- Diante de circunstâncias de covardia, medo e insegurança, precisamos crescer na fé. Certa vez, Jesus chamou a atenção dos seus discípulos neste sentido: “Perguntou-lhes, então, Jesus: Por que sois tímidos, homens de pequena fé? E, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar; e fez-se grande bonança” (Mateus 8.26).

- Diante de todo comportamento que caracteriza frieza, indiferença e egoísmo, precisamos crescer no amor ao próximo. Este é o principal mandamento, depois do amor a Deus. O apóstolo Pedro ressaltou: “[...] e o Senhor vos faça crescer e aumentar no amor uns para com os outros e para com todos, como também nós para convosco” (1Tessalonicenses 3.12).
- Diante da realidade marcada pela violência moral, física e psicológica, bem como pela corrupção, mentira e desrespeito à vida humana, precisamos crescer na prática da justiça do reino. No conhecido “sermão do monte”, Jesus destacou: “[...] buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas as coisas vos serão acrescentadas” (Mateus 6.33).
- Diante da abundância do pecado em nosso mundo, do desânimo, da ausência de sentido, da tragédia, dos sofrimentos e das aflições, precisamos crescer na paz, na alegria e na esperança divinas. O apóstolo Paulo tem um desejo nobre neste sentido: “E o Deus da esperança vos encha de todo o gozo e paz no vosso crer, para que sejais ricos de esperança no poder do Espírito Santo” (Romanos 15.13).
- Diante de nossa autossuficiência, prepotência e endeusamento de nós mesmos, precisamos crescer na graça de Deus e no conhecimento de Cristo. Mais uma vez, o apóstolo Pedro nos alerta: “[...] antes, crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja a glória, tanto agora como no dia eterno” (2 Pedro 3.18).
Como cristãos, desejemos o crescimento por meio de mais consagração, mediada pela leitura da Bíblia, oração, convívio na igreja, conhecimento e prática da Palavra, entrega real nas mãos de Deus e quebrantamento do nosso coração, na certeza de que: “Eu plantei, Apolo regou; mas o crescimento veio de Deus” (1 Coríntios 3.6).
 
por Rev. Reginalndo von Zuben
Diretor da Faculdade de Teologia da IPIB,
Pastor-auxiliar da Catedral de São Paulo